Sotreq marca presença em painel do Mining Hub sobre Mineração 4.0

Edição: 
Nº 51

Sotreq marca presença em painel do Mining Hub sobre Mineração 4.0

Dealer da Caterpillar foi único fornecedor no evento on-line sobre tecnologia

 

A Sotreq marcou presença, como fornecedora no segmento mineração, no evento on-line Mining Hub 2020 - desafios na implantação de projetos de tecnologia voltados para os equipamentos de mina. Representantes da CSN e da Vale, duas das maiores mineradoras do país, também participaram das discussões em torno da Mineração 4.0.

Pela Sotreq, participaram Bruno Peixoto, gerente de tecnologia para mineração, e Frederico Oliveira, consultor comercial MineStar. Logo no início da apresentação, a revendedora da Caterpillar já justificou o porquê de ser convidada para discutir o avanço da tecnologia em uma área tão estratégica: “Onde houver mineração, a Sotreq está lá. A Sotreq atua em todas as etapas produtivas das operações de mina a céu aberto e subterrâneas”.

A Sotreq tem consultores especializados e a maior linha de produtos para o segmento; parcerias com clientes na busca de ganhos de produtividade e redução de custos; treinamento e centro de remanufatura de componentes; qualidade, segurança e cuidado com o meio ambiente, entre outros.

 

MineStar e Mineração 4.0

Bruno e Frederico deram ênfase ao Cat® MineStar, que são as soluções tecnológicas com sistema integrado de gestão de equipamentos móveis mais abrangente do mercado. O módulo Command foi o mais destacado, por envolver conceitos de automação total, semiautomação e controle remoto dos equipamentos.

Bruno ressaltou que a Sotreq já vem investindo em uma área de desenvolvimento e suporte de tecnologia há mais de 10 anos. A Sotreq possui sistemas de tecnologia focados em segurança, tais como sistemas de radar e câmeras, alerta de proximidade e monitoramento de fadiga.

“Também temos no mercado brasileiro os sistemas de despacho e alta precisão implementados em várias minas. Além de sistemas de controle remoto, semiautomação e automação total de equipamentos, como caminhão fora-de-estrada e perfuratrizes. Um bom exemplo é o projeto dos caminhões autônomos de Brucutu: atualmente a mina opera com todos os 13 caminhões Cat® 793F de 240 toneladas, de forma totalmente autônoma e totalmente integrados com os demais equipamentos da mina”.

Ele afirma que as perfuratrizes com tecnologia embarcada também já são bastante procuradas. “Tem desde os sistemas de auto precisão até as totalmente autônomas. Assim como o caminhão, depende de processos bem-estabelecidos na mina, para assegurar produtividade e segurança”, explica.

 

Pessoas, Processos e Tecnologia

Bruno ressaltou os três pontos-chave para o sucesso na aplicação da tecnologia em uma operação: Pessoas, Processos e Tecnologia. “Seja caminhões autônomos, seja controle remoto, seja cabine remota de operação, você precisa de processos a serem seguidos para garantir a segurança da operação. E as pessoas obedecendo este processo, sendo treinadas para isso”.

A segurança dos operadores é o principal ganho na mineração 4.0 e isso é unânime entre todos os envolvidos nos projetos que tornam as minas cada vez mais tecnológicas. A cabine remota, por exemplo, que a Sotreq e a Caterpillar colocaram em exposição na Exposibram no ano passado, é um exemplo disso. O operador sai da área de risco e opera o equipamento a quilômetros de distância, com toda segurança.

 

Sobre o Mining Hub

O Mining Hub é o primeiro hub de inovação aberta do setor de mineração do mundo. Entre os associados estão mineradoras, fornecedores, startups, pesquisadores e investidores, todos em busca de soluções para os desafios comuns do setor.

 

MINERAÇÃO