Sotreq e Praticagem Barra do Pará: Longa parceria e suporte 24/7

Edição: 
N° 61

Sotreq e Praticagem Barra do Pará: Longa parceria e suporte 24/7

Lanchas contam com motores marítimos Caterpillar, manutenção, peças e monitoramento remoto

Cliente de longa data da Sotreq, a Praticagem da Barra do Pará é uma das empresas de praticagem mais antigas do Brasil, que presta serviço essencial de movimentação de embarcações com segurança e agilidade na área portuária de Belém, Vila do Conde e adjacências, no estado do Pará e, para oferecer suporte em tempo integral aos seus clientes, precisa contar com uma boa retaguarda no fornecimento de motores, peças e serviços.

O suporte ao produto é um dos importantes serviços fornecidos pela Sotreq. “Trata-se de um serviço essencial, pois as lanchas da Barra do Pará têm de estar disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana e 365 dias por ano, com toda a estrutura operacional da empresa, para que os práticos possam atender com segurança e pontualidade os navios que acessam a Zona de Praticagem 3 (ZP3), que abrange Belém e o Complexo Portuário de Vila do Conde e Adjacências (PA)”, afirma Jorge Luiz Barbeito, superintendente da Barra do Pará.

Motores, peças e monitoramento

A Praticagem começou sua parceria com a Sotreq há cerca de 15 anos, com a aquisição de motores Caterpillar para suas lanchas. Atualmente, contam com motores Caterpillar de propulsão, como os modelos C7 e C7.1. Mas a relação de confiança ampliou o leque de negócios e a Barra do Pará já adquire peças, serviços e, mais recentemente, o monitoramento remoto de frota.

“Realizamos o monitoramento remoto da frota e gerenciamento dos dados obtidos, por meio da ferramenta RFV (Remote Fleet Vision)”, especifica Daniel Andrade, consultor de Vendas da Sotreq. As ferramentas digitais usadas para o monitoramento permitem à equipe da Sotreq obter informações detalhadas dos motores, bem como sua produtividade, eficiência operacional e possíveis falhas, para que possam ser corrigidas de forma preventiva e sem comprometer o funcionamento das lanchas.

“Bastante atenciosos”

O superintendente da Barra do Pará avalia como boa a parceria com a Sotreq, com perspectivas de melhorar ainda mais. “Os representantes do Grupo Sotreq aqui em Belém do Pará são bastante atenciosos, solícitos e sempre dispostos a nos apoiar quando precisamos”, conclui Jorge.

 

MARÍTIMO