Soluções tecnológicas inteligentes são aliadas da produtividade nas operações

Edição: 
Nº 67

Soluções tecnológicas inteligentes são aliadas da produtividade nas operações

O monitoramento remoto de frotas traz inúmeros benefícios, tanto na perspectiva de manutenção e operação quanto financeira dos equipamentos 

Quer ter ganho de produtividade nas operações com equipamentos em sua obra de uma forma efetiva? A tecnologia tem a resposta a esta pergunta. As soluções tecnológicas disponíveis hoje são grandes aliadas dos empreendedores e podem evitar, por exemplo, a parada inesperada de uma máquina, mantendo a produção ininterrupta, o cronograma de obras e, consequentemente, a satisfação do cliente. 

O monitoramento remoto da frota é um dos melhores exemplos de como o uso da tecnologia pode influenciar, e muito, no ganho da produtividade. Isso ocorre levando em consideração três pilares básicos, como pontua Ailson Mendes, consultor de desenvolvimento de tecnologia da Sotreq: 

Manutenção: Realizar manutenções preventivas e corretivas de forma programada é sempre mais rápido e menos oneroso para a operação. É por isso que devemos sempre seguir os intervalos e orientações do fabricante para a realização das preventivas, assim como utilizar os alertas de saúde gerados pelo monitoramento de condições para agir de forma proativa, ou seja, agir antes que uma parada inesperada aconteça. 

Operação: Devemos sempre acompanhar a performance e utilização da frota, de forma a manter os níveis de ociosidade os menores possíveis, cientes de que ociosidade significa equipamentos em funcionamento, com motor consumindo combustível, porém não realizando o trabalho de fato. Essa ociosidade não é apenas marcha lenta, como muitos oferecem no mercado, mas sim toda uma inteligência embarcada nos equipamentos eletrônicos CAT que cruzam informações de velocidade, implemento, pressão e outras para identificar aquela condição como ociosa de forma precisa. 

Produção: Precisamos manter os níveis de produção sempre alinhados com as metas estabelecidas pela alta gestão. Para garantir essas entregas, devemos utilizar o monitoramento remoto para acompanhar a produção, permitindo assim que a operação tome providências de forma rápida e assertiva para corrigir eventuais desvios na operação. O monitoramento remoto, através de nossas aplicações digitais, disponibiliza KPIs de produção, como total de toneladas e volume de material carregado e/ou transportado, para equipamentos com tecnologia CAT Payload, e a quantidade de ciclos realizados, além de relatórios de produtividade que podem ser gerados por mês, semana, dia ou até de hora em hora. 

 

Um case de sucesso 

Ailson relata um caso interessante e prático de como um cliente obteve o retorno financeiro com o recurso tecnológico do uso do monitoramento remoto associado a plataformas digitais. Ficou comprovado que o retorno é altamente benéfico para o cliente: 

“Disponibilizamos para o cliente, em forma de degustação, dois contratos SotreqLink Plus para duas carregadeiras de pequeno porte durante três meses. Nesse período, o cliente conseguia acompanhar seus equipamentos à distância através de nossas aplicações digitais. Além disso, ele contava com os nossos relatórios de recomendações para Telemetria e Análise de Fluidos, ambos disponíveis nessa modalidade de contrato. Para cada relatório recebido, quando necessário, o cliente direcionava ações realizando paradas programadas dos equipamentos e corrigindo desvios de operação indevida durante encontros no DDS (Diálogos Diários de Segurança). Ao término de três meses, o cliente gastou R$ 27 mil em peças e mão de obra para pequenas intervenções. Realizando um cálculo lógico, conseguimos evidenciar para o cliente que se ele não tivesse intervindo proativamente nos pontos identificados pelo monitoramento de seus equipamentos, ele teria gasto R$ 107 mil, ou seja, em três meses e com apenas dois equipamentos de pequeno porte o cliente economizou R$ 80 mil. Isso sem contar com os valores de produção que foram ganhos com a disponibilidade da frota”, conta Ailson. 

 

 Aplicações digitais 

O SotreqLink citado por Ailson é a principal aplicação digital web da Sotreq. Sua finalidade é oferecer o máximo de informações aos clientes, como telemetria, SOS, inspeções, pedido de peças, atendimentos de campo, recomendações de manutenção e atendimento, entre outros, permitindo uma visão 360º de toda a frota. 

O my.cat.com é uma aplicação web para os clientes que buscam informações básicas de telemetria, SOS e inspeção dos equipamentos Cat. O VisionLink é uma aplicação web que oferece alguns recursos específicos como envio de notificações e relatórios programados por e-mail, cercas geográficas e, principalmente, informações de produção dos equipamentos embarcados com tecnologia Cat Payload. Já o CatApp é um aplicativo mobile que funciona como um complemento das aplicações web, visto que busca uma rápida interação com o usuário, através de notificações na tela, e traz informações dos últimos sete dias. 

 

Tecnologias e ações 

“Os benefícios que o monitoramento remoto, associado às aplicações digitais da Sotreq, podem trazer para os nossos clientes são inúmeros. Porém, toda essa tecnologia e fornecimento de informações preciosas só trarão resultados reais se o cliente tomar ações a partir delas, ou seja, de nada adianta a inteligência dessa solução informar ao cliente que um equipamento específico está com baixo nível de óleo no motor, por exemplo, se o cliente não parar o equipamento para inspecionar e/ou completar o óleo antes que isso ocasione um superaquecimento e, na sequência, uma falha catastrófica do motor”, alerta o consultor da Sotreq. 

Ailson lembra ainda que as melhores práticas e resultados são observados quando o cliente coloca pessoas dedicadas acompanhando todas as informações que são fornecidas pelo sistema de monitoramento e, para cada informação, ações são direcionadas aos times competentes, seja para efetuar uma manutenção no equipamento ou para ajustar um desvio na operação/produção. “Realizando essas tratativas de forma proativa, o cliente consegue aumentar a disponibilidade física de seus equipamentos e manter sua produção sempre alinhada com as metas estabelecidas pela alta gestão”, finaliza Ailson. 

TECNOLOGIA