Otimização e gerenciamento de frota: Experiência positiva para os clientes

Otimização e gerenciamento de frota: Experiência positiva para os clientes

Sotreq e clientes ressaltam importância da especificação e monitoramento dos equipamentos

Considerando os aspectos operacionais da embarcação, diversos fatores interferem na seleção e aplicação do sistema de propulsão. A definição da solução mais adequada para a performance esperada requer uma série de análises, desde a especificação do projeto até o monitoramento contínuo dos equipamentos e gerenciamento da frota. Avaliar todo esse cenário, aliado ao tratamento dos dados obtidos, impacta de forma direta nos resultados do armador.

Existe uma série de benefícios para os clientes (estaleiros e armadores), quando esses conceitos são aplicados corretamente. Através de um webinar promovido pela SOBENA (Sociedade Brasileira de Engenharia Naval), os consultores da unidade de Petróleo & Marítimo da Sotreq, Daniel Andrade e Saul Machado, apresentaram esse tema, que ainda contou com a participação de representantes de dois de seus principais clientes: Cargill e WPL.

O evento teve um retorno extremamente positivo e foi considerado um sucesso pelos organizadores.

 

Projeto e perfil das embarcações

A concepção do projeto, o perfil das embarcações e os motores de propulsão especificados para cada caso foram três dos tópicos discutidos. Considerando duas aplicações bem distintas e que atualmente concentram os principais projetos para o mercado marítimo, o empurrador fluvial e o rebocador portuário foram usados como exemplos.

“A definição do propulsor está totalmente ligada ao tipo de embarcação, sendo primordial para o projeto avaliar e entender o perfil operacional, pois essa condição interfere diretamente na especificação dos equipamentos e definição da solução mais adequada” diz Daniel Andrade, consultor de novos negócios da Sotreq.

 

Motores de propulsão

“A seleção do motor de propulsão depende de uma série de fatores, como fator de carga, consumo e tipo de combustível a ser utilizado, investimento inicial para aquisição, perfil de manutenção e tempo de resposta. Analisar todos esses fatores nos permitirá determinar o custo total de propriedade”, completou Daniel Andrade.

Todos esses conceitos e aplicações foram apresentados e explicados de forma bem detalhada, a fim de esclarecer como estes impactam no sucesso da operação do cliente, inclusive, relacionando essas definições com o monitoramento remoto e controle dos equipamentos.

 

Gerenciamento da frota e gestão dos dados

“O gerenciamento e gestão de frota é justamente avaliar todo o cenário, tudo o que foi discutido, confirmar se toda essa análise que foi feita realmente na prática está se confirmando”, afirma o consultor. Ele conta que já teve casos de a equipe avaliar, fazer o monitoramento de dados e propor a alteração do projeto, apresentando ganhos operacionais para os clientes. Daí a importância de analisar todos os pontos que interferem na seleção dos equipamentos e depois fazer o acompanhamento.

Saul Machado, consultor de novas tecnologias da Sotreq, ressalta que, uma vez implementado o projeto, o maior percentual de gasto está ligado ao consumo de combustível, na casa dos 70% do investimento do armador.

 

Combustível, fator primordial

“O combustível é o fator primordial do gerenciamento remoto. A gestão dos dados e operação possibilitam reduzir o consumo de diesel e o planejamento da manutenção, gerando maior confiabilidade e disponibilidade da frota”, afirma Saul. O sistema Cat® de gerenciamento remoto fornece informações importantes ao cliente para este controle.

Ele fala da importância de conceituar o gerenciamento remoto, que é o objetivo da Sotreq com o cliente, por meio de:

- Conceito do CAT AI: ferramenta com Inteligência Artificial, algoritmos e regras predeterminadas, que consegue monitorar qualquer equipamento, qualquer sistema, e não apenas o Cat.

- Gestão de dados: um computador industrial “conversando” com todos os sistemas de inteligência.

- Integração com os sistemas a bordo

- Interface do usuário

- Business Intelligence

 

“O grande ganho do gerenciamento remoto é você ter dados para conversar com o cliente. Você participa da operação com o cliente, para otimizar a operação dele e reduzir o consumo”. Ele finaliza afirmando que a Sotreq é referência no mundo em termos de monitoramento remoto. “E a gente vai continuar lutando, junto à nossa área de suporte ao produto, sempre se reinventando, sempre ouvindo o cliente, sempre provendo soluções ao cliente”.

Com o “normal diferente”, ou o diferente normal, trazido pela pandemia e o distanciamento social, Saul acredita que o monitoramento remoto vai ficar cada vez mais intenso. "A gente está vivendo isso e vai começar a viver cada vez mais”, afirma.

 

WPL e Cargill: cases de sucesso

Entre os clientes que já colocaram em prática o projeto de monitoramento remoto estão a Cargill Agrícola S/A e o Grupo WPL, que operam com transporte através de comboios fluviais de commodities agrícolas e combustíveis, respectivamente, na região Norte. Durante o webinar, seus gestores relataram as conquistas que obtiveram com o sistema da Sotreq.

Jessica Sabba, presidente do Grupo WPL, lembra o ganho no desempenho com o empurrador de balsas, após ter em mãos os relatórios customizados que precisava e descobrir que o motor tinha capacidade de levar mais carga, com mais eficiência e economia. “Hoje, esse empurrador é o nosso gigante, porque consegue levar nossas piores balsas de deslocamento da frota com menos consumo, menos tempo de viagem. Sem falar das vantagens de manutenção, com a manutenção alertada”, declara. Em seu depoimento final, destacou a parceria com a Sotreq e a fidelidade devido a essa experiência extremamente positiva que é gerada.

Já Rafael Albernaz, gerente de manutenção da Cargill, relata a eliminação dos prejuízos que a empresa tinha com a queima de combustível do motor, de quase R$ 500 mil por ano. “O sistema é bem prático, operacional. A gente consegue acompanhar a vida do empurrador, se tem um motor com problema, e a possibilidade de dar um suporte on-line à tripulação”, avalia. “Um dos grandes ganhos é você ter, em terra, todas as informações embarcadas. De poder acompanhar isso de forma on-line, o que se traduz em ganhos e segurança operacional”, finaliza o gerente.

 

Comentar

Otimização e gerenciamento de frota: Experiência positiva para os clientes | ELO - Notícias do Grupo Sotreq

Erro

Ocorreu um erro inesperado no site. Por favor tente novamente mais tarde.