Treinamento para a Serveng melhora produtividade, promove segurança de funcionários e cuidados com equipamentos

Treinamento para a Serveng melhora produtividade, promove segurança de funcionários e cuidados com equipamentos

Treinamento de Operação foi realizado com colaboradores da Serveng Engenharia entre os meses de setembro e outubro

 

Nos meses de setembro e outubro, a Sotreq realizou quatro Treinamentos de Operação para a Serveng Engenharia, empresa fundada há quase 60 anos e uma das maiores no ramo de construção do Brasil. Na ocasião, mais de 100 pessoas participaram de palestras e atividades presenciais sobre os possíveis riscos de operação em uma obra, além de medidas de segurança para preveni-los.

 

Esse tipo de treinamento proporciona melhor produtividade na operação, sem abrir mão da segurança e cuidados com a integridade dos funcionários e das máquinas.

 

Dividido em duas turmas, o primeiro treinamento foi realizado entre os dias 11 e 15 de setembro. O segundo, entre os dias 18 e 22 do mesmo mês. Os eventos aconteceram na Fazenda Serramar, localizada em Caraguatatuba (SP), onde está sendo construída a Rodovia Nova dos Tamoios.

 

Houve também a participação de dois grupos em treinamentos realizados entre os dias 16 e 27 de outubro em Piraí do Sul (PR), na obra da CCR RodoNorte, que duplicará a PR 151 entre a cidade e Jaguariaíva.

 

Os participantes tiveram a oportunidade de praticar testes em equipamentos Cat®, como a Escavadeira Hidráulica Cat® 320D, a Motoniveladora Cat® 140K, a Retroescavadeira Cat® 416E, o Trator de Esteiras Cat® D6T e a Pá Carregadeira Cat® 950H.

 

Confira os temas abordados durante o treinamento:

 

  • Segurança na operação de equipamentos móveis e semimóveis: recursos de segurança contidos nos equipamentos, etiquetas de advertência e significado, importância do Manual de Operação e Manutenção, cuidados com sistemas pressurizados, subida e descida correta nos equipamentos, dentre outros.
  • Cabines e controle dos equipamentos: todos os interruptores contidos nas cabines dos equipamentos e suas respectivas funções, e quando devem ser utilizados.
  • Inspeção visual: por que fazer inspeções, quantas vezes ao dia e a importância em realizar uma inspeção de qualidade em locais como escadas de acesso, leitura de níveis (hidráulico, transmissão, líquido arrefecedor, motor), avarias em geral, retrovisores, pneus, mangueiras, vazamentos etc.
  • Simbologia, Categorias de Advertência: categorias de advertência, símbolos pictográficos, leitura correta do painel e suas principais funções.
  • Técnicas de Operação: falhas na operação, como corrigi-las, procedimentos de partida e parada das máquinas e como evitar marcha lenta excessiva (que aumenta o consumo de combustível e reduz a vida útil do motor).
  • Técnicas de Operação em campo: colocar em prática os assuntos abordados antes da operação, realizar a inspeção visual, fazer a verificação de todos os níveis de fluídos.

 

De acordo com Paulo Rogério G. dos Santos, Consultor de Suporte ao Produto da Sotreq, o treinamento ajuda a padronizar as práticas de operação. “Com isso, reduzimos paradas não programadas e adotando procedimentos que trazem maior segurança durante a operação, além de facilitar a manutenção dos equipamentos”, conta.

 

Comentar