Reestruturada, unidade de Vespasiano conta com 5 oficinas

Reestruturada, unidade de Vespasiano conta com 5 oficinas

Reforma de componentes é uma delas e atende frotas de escavadeiras elétricas, hidráulicas e de perfuratrizes  

 

As máquinas, equipamentos e implementos utilizados nos trabalhos de mineração e em outros segmentos já contam com uma estrutura completa para reformas, recuperação, testes e ajustes. A unidade de Vespasiano foi remodelada e, seguindo os padrões de qualidade da Sotreq/Caterpillar, pode agora executar plenamente as atividades em cinco oficinas, dando maior dinamismo e funcionalidade às áreas operacionais.

 

Localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, a unidade teve a obra de infraestrutura finalizada no ano passado, cinco anos depois de ter sido adquirida pela Sotreq. No local, funcionava o atendimento da frota da linha Bucyrus, incorporada pela Caterpillar em 2013. 

 

“Somente com as adequações realizadas está sendo possível a transferência das oficinas de material rodante, recuperação e cilindros hidráulicos da filial de Contagem para Vespasiano”, diz Angela Ferreira, coordenadora de serviços da Oficina de Vespasiano. Ela explica que essas ações são imprescindíveis para as adequações às exigências Caterpillar de atendimento à frota “Ultra Class”, termo relacionado a equipamentos de grande porte. 

 

Diferenciais 

A oficina de Vespasiano é a única apta a realizar reformas de material rodante, para clientes de mineração e construção da regional Minas. Faz ainda reformas de trucks e tanques de combustível do segmento mineração. Conta com equipe de soldadores para atendimento de reformas de mandíbulas, caçambas de grande e pequeno porte, mastro de perfuratrizes, reforma de chassis e implementos diversos, como boom, stick, braço, etc. 

 

A oficina de componentes da unidade é a única apta a receber os componentes de escavadeiras Rope Shovel (redutor de escavação, planetário de elevação, anel de baixa, enrolador de cabo, etc.) e hidráulicas (PTO, planetário de giro, roda guia, etc.), bem como perfuratrizes (cabeça rotativa, amortecedor, redutor de rotação, motores elétricos, entre outros). 

 

Outro diferencial é a forma de fazer os orçamentos, que são enviados com o Relatório de Evidência de Falha (REF), onde são detalhados por fotos o recebimento do componente e as principais peças a serem trocadas e seus motivos. No caso de recuperação de carcaça nos redutores e planetários, os orçamentos são realizados com o auxílio de medição a laser. 

 

Oficinas e instalações 

Além das oficinas para material rodante e de componentes da linha expandida, a filial de Vespasiano conta com outras três: de recuperação de implementos e acessórios, oficina de máquinas da carteira de clientes de mineração e de reforma de cilindros.  

 

Para atender a toda essa demanda foram necessárias instalações específicas, em áreas diversas. Entre elas estão a de uma ponte rolante de 30 toneladas, da estrutura de trilho e montagem de semipórtico de 8 toneladas, a revitalização das pontes de 15 toneladas com adequação à norma NR10, a construção do lavador de máquinas em área externa, além da construção de vestiários e restaurante, entre outros. 

 

Estruturação técnica  

A estruturação da oficina de reforma de máquinas em Vespasiano, no entanto, começou em 2015, com a seleção de uma equipe especializada no suporte ao produto, para dar início ao projeto de reformas de caminhões fora de estrada.  

 

Atualmente são 26 operacionais nas oficinas de componentes e material rodante, sendo que a oficina de cilindros teve de transferir mais 25 profissionais de Contagem. Além disso, a coordenação é composta por equipe de supervisores, programadores e auxiliares em VPS, com atividades compartilhadas por analistas em Contagem no suporte de aprovação e faturamento das Ordens de Serviços. 

 

Resultados  

Um dos resultados de toda essa reestruturação é a oficina de componentes, que possui, pela primeira vez nestes seis anos de atividades, em processo de orçamentação e execução, todos os exemplares de planetários e redutores de giro, locomoção, elevação e escavação das frotas de 7495 e 7295 dos principais clientes de mineração -- Salobo, Sossego, Mina de Ferro, Kinross e outra grande mineradora. “Fruto de um trabalho conjunto com a engenharia de operações, de visitas e apresentações nas operações dos clientes”, afirma Angela.