Comecei operando uma pá carregadeira sem freios

Comecei operando uma pá carregadeira sem freios

Assim como o pai, Patrick Cândido de Araújo seguiu a profissão de operador de máquinas. Para ele, trabalhar com as máquinas Cat® é um sonho realizado

 

Patrick Cândido de Araújo nasceu em Vitória, a capital do Espírito Santo, onde passou toda infância e cresceu vendo o pai operar máquinas para diferentes trabalhos. Naquela época, a paixão pela profissão ainda não havia despertado, mas foi questão de tempo até que Araújo assumisse o comando do primeiro equipamento.

 

“Ele sempre trabalhou com diversos tipos de equipamentos ao logo da vida. Meu sonho era poder trabalhar um dia ao lado dele. Daí veio a paixão”, comenta.

 

Tal pai, tal filho, Araújo, hoje com 33 anos e morando em Aracruz (ES), também se tornou operador de máquinas, uma profissão cheia de desafios e histórias para contar. Uma delas chega a ser bem curiosa!

 

Tudo bem que, no início de carreira, a maioria das pessoas não tem tantos recursos para construírem algo, mas o caso de Araújo é algo bem, digamos, peculiar. “Comecei operando uma pá carregadeira sem freios. Trabalhava em um rechego de sal. Na verdade, os freios eram a lâmina no chão”, conta rindo. “Era assustador, mas com o tempo eu me adaptei e tudo dava certo”, completa.

 

Nesse período, apesar do desafio de operar um equipamento sem freios, o operador confessa que nunca houve um acidente. Haja habilidade (e coragem)!

 

Mas é claro que Araújo também operou outras máquinas (estas com os freios em ordem) e uma delas foi uma Pá Carregadeira 966 L Cat®, onde iniciou sua paixão pela marca. “O que mais me chama atenção nos equipamentos da Caterpillar são a força, a durabilidade, o conforto, dentre outros detalhes”, comenta.

 

Para ele, trabalhar com as máquinas Cat® é um sonho realizado, e acrescenta: “Os equipamentos Cat® foram os melhores em que trabalhei. Além de darem conta do recado, eles valorizam o operador, que fica horas dentro de uma cabine. A gente percebe que isso é levado em conta quando a máquina é projetada”.

 

Comentar