Soluções SITECH ajudam no planejamento e melhoram produtividade em perfuração de mineradora

Soluções SITECH ajudam no planejamento e melhoram produtividade em perfuração de mineradora

Com sistema DPS900, Martins Lanna Mineração garante perfuração mais produtiva e assertiva em suas operações; case de sucesso foi tema na Dimensions 2018

 

Bruno Rosa Lanna, Diretor de Operações da Martins LANNA Mineração, empresa que atua na extração, beneficiamento e comercialização de agregados derivados de gnaisse para construção civil no mercado nacional, é cliente da Sotreq desde os primeiros passos de sua empresa, fundada há 40 anos, em Contagem (MG).

 

Mas foi nos últimos três anos que conheceu a SITECH, empresa distribuidora de produtos de tecnologia, do Grupo Sotreq. “Foi aí que decidimos inovar ainda mais nossa tecnologia em perfuração”, comenta Lanna.

 

A novidade em questão são os sistemas 3D inteligentes para perfuração, conhecido como DPS900. Com essa ferramenta, o cliente consegue planejar a perfuração em 3D e embarcar dentro da máquina, por exemplo.

 

“Também usamos o sistema de topografia denominado SPS que nos auxilia em diversas atividades dentro da empresa”, acrescenta.

 

De acordo com Lanna, o conjunto DPS900, SPS e Business Center permitiu a redução de tempo de equipe envolvida em elaboração do plano de perfuração e auxiliou no planejamento da mina e médio e curto prazo.

 

O DPS 900 garante auditabilidade do operador quanto à produtividade e posicionamento correto do furo, permitindo um ganho na fragmentação de rocha devido à possibilidade de se controlar com precisão a posição do furo no maciço rochoso.

 

Um dos principais fatores que determinam produtividade na mineração de agregados é a qualidade da fragmentação da rocha. “Com isso aumentamos a produtividade das escavadeiras e carregadeiras, além de um ganho na britagem primária”, relata.

 

O Diretor de Operações ainda destaca o ganho de produtividade da perfuratriz, já que DPS 900 aperfeiçoa o deslocamento entre os furos, melhorando a relação hora martelo/hora máquina. “O sistema ainda oferece recursos que facilitam e garantem qualidade na perfuração em locais de difícil acesso com superfície irregular, garantindo a exata profundidade dos furos”.

 

Futuro e Dimensions 2018

Os bons resultados das soluções SITECH têm despertado outros investimentos na Martins Lanna Mineração, por exemplo, a possibilidade de utilizar o DPS900 em outra perfuratriz da frota; balanças em equipamentos de carregamento; e correias transportadoras integradas com sistema insight – que permitem gestão da produção com inúmeros parâmetros e com controle amigável.

 

“A Martins Lanna está atenta também à oportunidade de aplicação da IoT e aberta à conhecer outras tecnologias oferecida pela SITECH”, acrescenta.

Com o sucesso dessa parceria, a SITECH convidou Lanna para realizar uma palestra sobre o case no Dimensions 2018, evento bi anual que reúne o que há de mais avançado em tecnologias para a construção, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

 

“Usando a tecnologia como ferramenta, conseguimos implantar um bom sistema de perfuração com melhoria significativa no processo da mina. O objetivo principal foi dividir esse case de sucesso com outras empresas e também adquirir novos conhecimentos”, comenta.

 

Para Marx Gutierrez, General Manager da SITECH, a Martins Lanna Mineração é um excelente exemplo de uma empresa inovadora, que olha para frente, enxergando sempre a perenidade do seu negócio. “Mesmo com mais de 40 anos de experiência, tiveram a sensibilidade de analisar sua operação e ver que podiam ser ainda mais produtivos. A tecnologia está aí para isso e só tem justificativa se for para fazer nossos clientes mais lucrativos. Foi um grande desafio para eles que, com igual grandiosidade, foi superado e hoje é parte essencial dos seus processos”, finaliza.

Comentar